Não sejamos inúteis – Parte III

Eu fico pensando em Eva, ela foi ágil e habilidosa e com certeza ela não tinha tempo para preguiça. Eva era a única mulher no mundo, a primeira dona de casa, ela teve que se desdobrar, criar, agir, ela não teve tempo para ser preguiçosa. Eva teve que usar de toda a sua criatividade, ela tinha que estar realmente disposta para cumprir o seu papel.o-pecado-da-preguica

A preguiça bloqueia a criatividade. Para ser criativa é preciso estar disposta a colocar suas ideias em pratica e buscar a melhor maneira de executa-las. A criatividade é amiga da produtividade.

Amiga se você quer encontrar uma maneira de combater o ócio, eu te que digo a criatividade é o melhor caminho. Quando você é criativa se diverte e se descobri no dia a dia. A criatividade é o que acaba com a rotina e repele a preguiça.

Quando nos dedicamos e encontramos uma maneira nova e criativa de cuidarmos da casa, de nós mesmas, e até mesmo de executar o nossa trabalho. A criatividade nos torna mais ousadas e isso pode até mesmo refletir na maneira que nos vestimos e nos comportamos, e pode influenciar até mesmo a sua autoconfiança.

Pode ter certeza quando encontramos uma maneira criativa de fazer as coisas, dificilmente vamos nos entregar as distrações.

Mas agora você vai dizer que não é criativa, que não consegue criar, bom, sinceramente, eu diria a mesma coisa sobre mim. Mas usei o exemplo de Eva para mostrar que a criatividade é algo inerente a nós, somos criativas por natureza. A verdade é que precisamos desenvolver a nossa criatividade.

O mundo estimula o ócio, hoje em dia é tudo muito rápido, tudo muito mastigado, isso acaba vetando a nossa criatividade. Estamos acostumados a viver à custa da criatividade dos outros, viver pela ideia dos outros. Mas a mulher produtiva está sempre criando, reinventando, produzindo.

Minha dica de hoje é: Saia da sua zona de conforto. Busque uma nova maneira de resolver os problemas, tente ver de ângulos diferentes, os transforme em oportunidades. E sobre tudo acredite em si mesma, quando você acredita ser infinita de possibilidades então você é.

Até amanhã!

Não sejamos inúteis – Parte II

Eu estou revoltada com o que tenho visto, e até mesmo com o que tenho sido algumas vezes. Decidi que vou ser uma mulher produtiva e vou não viver por minha vontade. Vou cumprir minhas obrigações e afazeres sentindo vontade ou não. E desejo que você tome a mesma atitude.

Eu gostaria que você pudesse ver como eu consigo ver agora. Eu odeio a preguiça e não vou deixa-la me dominar.images (10)

E tem uma coisa que você precisa entender para conseguir se livrar da preguiça. A única maneira de você se libertar da preguiça é não sendo preguiçosa, eu sei parece idiota, mas é óbvio e verdadeiro. Não adianta criar teorias e coisas do tipo, a única maneira de você vencer o ócio é agindo.

O que eu quero dizer com isso é que você não pode esperar estímulos externos, você tem que se estimular, você precisa decidir se tornar produtiva e trabalhar para isso. Lembro que numa conversa que tive com uma amiga eu falava que eu estava pedindo a Deus que Ele me mandasse uma amiga que me ajudasse, que me cobrasse, que pegasse no meu pé. E sabe o que ela me disse? Que não devemos depender de ninguém para tomarmos uma atitude, se você sabe que tem que mudar, então mude, sem depender do incentivo de ninguém.

E se você não fizer isso, se você não se treinar sozinha você nunca vai mudar porque vai sempre depender do estimulo de alguém.

Então minha querida amiga, levante-se, anime-se, estimule-se, se impulsione a mudar!

Veja que usei essas palavras intencionalmente para deixar claro que essa é uma decisão e responsabilidade sua, que você só vai contar com você mesma. Porque se você não fizer isso por si mesma, quem fará?

Minha dica de hoje é: Faça algo que há tempo você planeja fazer, mas não faz porque está esperando a ajuda ou o apoio de outra pessoa, faça algo que esperava que outra pessoa fizesse por você ou com você.

Até amanhã!

Não sejamos inúteis – Parte I

O espelho em cada esquina tem o objetivo de fazer você olhar para si mesma, te fazer pensar sobre o seu reflexo, sobre quem você tem sido, e o mais importante fazer com que você se agrade do seu reflexo. Então vamos pensar, é muito mais agradável ser uma mulher produtiva, que não é detida pelo próprio cansaço e que por isso é extremamente confiável. Do que ser uma mulher ocupada demais com o seu próprio cansaço para fazer um pouco mais do que já tem feito, do que ser uma mulher incapaz de cumprir suas obrigações.download (8)

Amiga pense nisso, uma mulher incapaz de cumprir suas obrigações! O que é mais bonito e louvável numa mulher, do que a sua capacidade de sempre fazer mais, de caprichar nos detalhes e deixar a sua marca por onde passa? É isso que nos difere dos homens, foi assim que Deus nos criou.

Como eu acabei de falar a beleza e o diferencial da mulher está no seu cuidado, no capricho, no carinho que ela coloca em tudo o que faz, e isso requer tempo, paciência e dedicação coisas que a mulher preguiçosa nunca tem.

Ela nunca tem tempo; porque esta sempre envolvida com distrações.

Ela não se dedica; faz tudo muito rápido para poder voltar logo para o ócio.

Ela não tem capricho, nem paciência; faz sempre do jeito mais rápido e mais simples.

Talvez você diga que não tem tempo para ser tão dedicada e caprichosa, primeira coisa pare de dizer que não tem tempo, ninguém tem! Você não precisa de mais tempo você precisa administra-lo.

A minha dica de hoje é: Estabeleça prioridades. É claro que você não é a mulher maravilha para tomar conta de tudo, então só se comprometa com o que você sabe que pode cumprir, sem se esquecer de andar uma milha á mais. Não é para você reduzir as suas obrigações na desculpa de que não pode cumprir tudo, mas é para priorizar o que de fato é importante.

Por hoje é só. Até amanhã minha querida!

Não sejamos inúteis!

É realmente muito difícil lidar com a preguiça, ou a vontade de não fazer nada. De fato, é uma luta, uma guerra contra o corpo.

Perece impossível conseguirmos acordar mais cedo, a cama tem uma espécie de imã ou qualquer coisa do tipo, que é incontrolável. Aquela desculpa de sempre do cansaço, do trabalho que te faz chegar em casa e só querer a cama. A oportunidade de adiar uma tarefa, a desculpa de que lhe falta tempo. Sinceramente eu tenho raiva dessas coisas, de desculpas. Ou você fez, ou você não fez cara, e pronto! vnvh

Tem coisa mais feia do que uma pessoa preguiçosa? Uma pessoa que está sempre adiando seus compromissos e obrigações? Dá para confiar numa pessoa dessas? Alguma coisa vai para frente na mão de um preguiçoso?

Gente e o pior de tudo, a preguiça é um pecado!

O meu objetivo é acabar com a preguiça, expulsa-la da minha vida de uma vez por todas, por isso decidi explorar todas as provas de que a preguiça não agrada a Deus,  nos contamina, e nos suja.

A partir de hoje vou começar uma pequena serie de posts com o titulo; “Não sejamos inúteis” creio eu que o titulo já diz tudo. Irei usar exemplos de mulheres de Deus expor meus pensamentos e reflexões, afim de que através deste entendimento sejamos mais produtivas.

A nossa meta é sempre agradar a Deus, ter uma vida que possa honra-lo, e claro, nos sentirmos bem com nós mesmas. Uma mulher produtiva se vê útil e necessária consequentemente ela é mais valorizada, ela é admirável e digna de confiança. Então minha amiga, amanhã estarei aqui para dar continuidade a nossa serie de posts.

Ah! E como eu gosto de tudo bem explicado, vou deixar sempre um exemplo, uma dica do que você pode fazer para ser mais produtiva.

Até amanhã!

A Alegria do Senhor é nossa força!!!!

Mas não acaba por aí, sete anos depois, de surpresa nós (agora só Dé eu) fomos chamadas pela tia do P.A para cuidar do grupo de meninas que dançavam, no caso iríamos criar as “coreografias” no primeiro momento eu me senti incapaz, de qualquer forma eu disse sim, porque sabia que estava dizendo sim para Deus. Foram muitas orações, pesquisas, conversas e enfim ficou tudo pronto à música era Tua Alegria – André Valadão, naquele momento da minha vida eu estava completamente entregue, parei ouvi, refleti e meditei naquela música e era realmente o que eu estava vivendo, eu sabia que estava servindo á Deus era para Ele que eu estava fazendo, vivi images (2)cada frase cantada foi muito grandioso! Posso dizer que encontrei ali uma nova maneira de glorificar o Nome de Deus e agradecer, estava preocupada em dar o melhor em fazer da melhor maneira possível e exigi muito das meninas, desta vez era exclusivamente para Deus que eu estava fazendo e tentava deixar isso muito claro para elas. Sem me condenar por isso ou me envergonhar vou dizer que eu fiz a minha parte (rsrsrs) a execução não foi como esperávamos, as pessoas nos diziam; ‘ Eh… Não sei faltou algo’. Mas desta vez eu não cobrei nada de mim, por que eu sabia e sei que Deus se alegrou do meu trabalho, da minha entrega e posso te dizer algumas pessoas, ou as pessoas podem não terem gostado tanto, mas porque não era esse tipo de reconhecimento que esperávamos fomos recompensadas de outras maneiras. Deus não se esqueceu da nossa dedicação, não se esqueceu de que tínhamos feito, sobretudo para honrá-Lo.

Um tempo depois nossa tia que estava para casar pediu que preparássemos algo para fazer no seu casamento, a música era Motivo Especial – Ellas, digo que não tem música melhor para tocar em um casamento. Mais orações, pesquisas e muita dedicação ah e muito, muito ensaio (por mim eu ficava até as duas da manhã ensaiando, para sair o melhor). Do outro lado, outras pessoas faziam o mesmo, só que diferente da gente elas não estavam fazendo para Deus. Quando chegamos lá, tudo estava pronto, mas, na hora H cadê a música? Acidente ou Sabotagem, todos que conheciam a situação mais profundamente se perguntaram (rsrsrs). No inicio ficamos um pouco chateadas, mas logo passou, porém eu estava decidida a não apresentar. Mainha como sempre (a mais popular da festa), que sabia do nosso trabalho e dedicação falou com a noiva que logo veio falar conosco, e como dizer não? E lá fomos nós, só que desta vez estávamos numa situação diferente, buscávamos de toda forma honrar á Deus e para melhorar nós mesmas estávamos dançando, ou seja, não poderia ter sido melhor. O nome de Deus foi honrado, algumas pessoas fizeram questão de nos parabenizar, e até fomos images (1)convidadas para outro “evento”. Fizemos o nosso trabalho olhando na direção certa e Deus nos honrou, mesmo a “concorrência” estando mais bem equipada. Ele estava na nossa frente mostrou que mesmo que tudo esteja ao seu favor, se não tiver Deus do seu lado não adianta, mas se está com Ele no final tudo da certo. O chato é que logo depois disso a nossa parceria (Dé e eu) foi se desfazendo, mas ai já é assunto para outro post.

A Alegria do Senhor – parte 1

Eu estava ouvindo esta música do Marcelo Nascimento e me lembrei de algo que me fez pensar. Há mais ou menos sete anos atrás quando eu era do P.A e tínhamos tarefas a serem cumpridas toda semana nós (Dé, Ray e eu) cumpríamos nossas tarefas com muito amor e dedicação. Numa dessas semanas resolvemos fazer a “coreografia” de uma música – no caso “A Alegria do Senhor”. E no fim de bastante trabalho nós enfim apresentamos; o que aconteceu? algumas pessoas riram, elas podem não ter apontado ou dado gargalhadas, mas riram, depois certo rapaz que era novo e estava apenas visitando nos perguntou em tom de deboche se era “aquilo” que tínhamos para apresentar. Nós três ficamos muito chateadas, nos sentíamos injustiçadas!

Éramos meninas aplicadas estávamos sempre evangelizando, levamos todos os nossos primos, líamos livros que falassem de Deus e do Espírito Santo, eu lembro que passávamos a tarde fazendo convites coloridos com um docinho colado em forma de coração, orávamos juntas, íamos cantando até a IURD e voltávamos felizes. Mas por que isso nos aconteceu, por que não fomos honradas com a nossa coreografia?

Bom, mesmo depois de passar dias e dias ensaiando, de ter orado á Deus dizendo que queríamos honrá-Lo, de ouvir a música inúmeras vezes não tínhamos entendido o real sentido do que ela dizia, não vivíamos aquilo, a música diz; ‘ A Alegria do senhor é nossa força’ podíamos cantar e dançar repetindo essa frase, mas não era o que estava em nosso coração, creio que se tivéssemos nos concentrado nisso saberíamos que Deus tinha se alegrado ao ver o nosso esforço e dedicação e isso nos bastaria. Outro trecho da música diz; ‘ Vou olhando pra Jesus’ um dos motivos que não nos deixou perceber ou nos concentrar na Alegria do Senhor, foi porque os nossos olhos não estavam voltados para Deus e sim para o homem, para a recompensa. Pela nossa conduta nós tínhamos todo o direito de sermos honradas, mas os nossos olhos e coração estavam na direção errada.

 
Mas não acaba por aí.

Continua…

 

Perdão – Família

Para ter um bom relacionamento com Deus o perdão é imprescindível, Deus não pode nos perdoar sem antes nós perdoamos o próximo “Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celeste vos perdoará; se, porém, não perdoardes aos homens [as suas ofensas], tampouco vosso Pai vos perdoará as vossas ofensas” (Mateus 6:14,15).A Bíblia diz que aquele que  odeia seu irmão esta nas trevas e não sabe para onde vai, se queremos andar na luz e em obediência é preciso perdoar, se queremos a direção e aprovação de Deus em nossa vida, devemos perdoar.

É muito fácil guardar alguma magoa ou rancor de um membro da família, afinal, eles passam a maior parte do tempo conosco, nos conhecem profundamente e justamente são as pessoas que mais nos magoa, por que conhecem os nossos medos, nossas deficiências e acabam atacando as nossas fraquezas. Um sentimento que pode causar grandes estragos é a mágoa dentro da família, traumas que podem destruir seu futuro por completo, estragos irreparáveis. Por isso devemos começar perdoando a nossa família.

“Perdoar é uma escolha que devemos fazer diariamente”. È muito importante deixar claro que o fato de você ter perdoado aquela pessoa hoje, não significa que amanhã não terá que perdoá-la novamente, às vezes, precisamos perdoar alguém inúmeras vezes ao dia, eu já passei por isso lembro que eu dizia; Como posso perdoar alguém que a cada trinta minutos me fere e magoa? Mas eu aprendi que não estava fazendo aquilo pela pessoa e sim por mim, eu também não sou perfeita e devo ter magoado aquela pessoa algumas vezes também. Entendi que não há perdão maior que o que O Senhor Jesus me concedeu, que isso não me dá o direito de não perdoar os outros, muito pelo contrario!Jesus contou uma parábola que fala de um homem que teve sua divida perdoada, mas logo depois mandou seu servo para ser preso por não poder pagar uma pequena divida. O seu senhor que um pouco antes o tinha perdoado de sua divida, ao saber disso falou; “Perdoei aquela divida toda porque me suplicaste; não devias tu, igualmente, compadecer-te do teu conservo, como também eu me compadeci de ti? E, indignando-se, o seu senhor o entregou aos verdugos, até que lhe pagasse toda a divida. Assim também meu Pai celeste vos fará, se do teu intimo não perdoardes cada um a seu irmão” ( Mt 18;32-35). Preciso dizer mais alguma coisa?

Eu sei que não é nada fácil, mas você precisa decidir perdoar a sua família, algumas vezes parece impossível perdoar uma pessoa, pelo tanto que sofremos, pelos momentos terríveis que passamos, mas se você tem dificuldade de perdoar alguém peça ajuda a Deus. Uma coisa você precisa entender; quando você perdoa uma pessoa você não esta dando razão a ela, ou admitindo que ela  fez certo em agir daquela forma com você, quando você perdoa alguém  esta entregando aquela pessoa nas mãos de Deus para que Ele faça o que for preciso.

Peça a Deus que Ele te revele se há algum membro da família que precisa perdoar, na maioria das vezes não reconhecemos a magoa que sentimos de alguém, preferimos dizer que é uma raiva passageira, mas é preciso lembrar; os padrões de Deus são muito maiores que os nossos. Ore sobre isso peça a Deus que te faça uma pessoa que perdoa. Enquanto você não perdoar Deus não vai poder trabalhar na sua vida, e guiá-la para o propósito pelo qual foi criada.