Não sejamos inúteis – Parte III

Eu fico pensando em Eva, ela foi ágil e habilidosa e com certeza ela não tinha tempo para preguiça. Eva era a única mulher no mundo, a primeira dona de casa, ela teve que se desdobrar, criar, agir, ela não teve tempo para ser preguiçosa. Eva teve que usar de toda a sua criatividade, ela tinha que estar realmente disposta para cumprir o seu papel.o-pecado-da-preguica

A preguiça bloqueia a criatividade. Para ser criativa é preciso estar disposta a colocar suas ideias em pratica e buscar a melhor maneira de executa-las. A criatividade é amiga da produtividade.

Amiga se você quer encontrar uma maneira de combater o ócio, eu te que digo a criatividade é o melhor caminho. Quando você é criativa se diverte e se descobri no dia a dia. A criatividade é o que acaba com a rotina e repele a preguiça.

Quando nos dedicamos e encontramos uma maneira nova e criativa de cuidarmos da casa, de nós mesmas, e até mesmo de executar o nossa trabalho. A criatividade nos torna mais ousadas e isso pode até mesmo refletir na maneira que nos vestimos e nos comportamos, e pode influenciar até mesmo a sua autoconfiança.

Pode ter certeza quando encontramos uma maneira criativa de fazer as coisas, dificilmente vamos nos entregar as distrações.

Mas agora você vai dizer que não é criativa, que não consegue criar, bom, sinceramente, eu diria a mesma coisa sobre mim. Mas usei o exemplo de Eva para mostrar que a criatividade é algo inerente a nós, somos criativas por natureza. A verdade é que precisamos desenvolver a nossa criatividade.

O mundo estimula o ócio, hoje em dia é tudo muito rápido, tudo muito mastigado, isso acaba vetando a nossa criatividade. Estamos acostumados a viver à custa da criatividade dos outros, viver pela ideia dos outros. Mas a mulher produtiva está sempre criando, reinventando, produzindo.

Minha dica de hoje é: Saia da sua zona de conforto. Busque uma nova maneira de resolver os problemas, tente ver de ângulos diferentes, os transforme em oportunidades. E sobre tudo acredite em si mesma, quando você acredita ser infinita de possibilidades então você é.

Até amanhã!

Não sejamos inúteis – Parte II

Eu estou revoltada com o que tenho visto, e até mesmo com o que tenho sido algumas vezes. Decidi que vou ser uma mulher produtiva e vou não viver por minha vontade. Vou cumprir minhas obrigações e afazeres sentindo vontade ou não. E desejo que você tome a mesma atitude.

Eu gostaria que você pudesse ver como eu consigo ver agora. Eu odeio a preguiça e não vou deixa-la me dominar.images (10)

E tem uma coisa que você precisa entender para conseguir se livrar da preguiça. A única maneira de você se libertar da preguiça é não sendo preguiçosa, eu sei parece idiota, mas é óbvio e verdadeiro. Não adianta criar teorias e coisas do tipo, a única maneira de você vencer o ócio é agindo.

O que eu quero dizer com isso é que você não pode esperar estímulos externos, você tem que se estimular, você precisa decidir se tornar produtiva e trabalhar para isso. Lembro que numa conversa que tive com uma amiga eu falava que eu estava pedindo a Deus que Ele me mandasse uma amiga que me ajudasse, que me cobrasse, que pegasse no meu pé. E sabe o que ela me disse? Que não devemos depender de ninguém para tomarmos uma atitude, se você sabe que tem que mudar, então mude, sem depender do incentivo de ninguém.

E se você não fizer isso, se você não se treinar sozinha você nunca vai mudar porque vai sempre depender do estimulo de alguém.

Então minha querida amiga, levante-se, anime-se, estimule-se, se impulsione a mudar!

Veja que usei essas palavras intencionalmente para deixar claro que essa é uma decisão e responsabilidade sua, que você só vai contar com você mesma. Porque se você não fizer isso por si mesma, quem fará?

Minha dica de hoje é: Faça algo que há tempo você planeja fazer, mas não faz porque está esperando a ajuda ou o apoio de outra pessoa, faça algo que esperava que outra pessoa fizesse por você ou com você.

Até amanhã!

Não sejamos inúteis – Parte I

O espelho em cada esquina tem o objetivo de fazer você olhar para si mesma, te fazer pensar sobre o seu reflexo, sobre quem você tem sido, e o mais importante fazer com que você se agrade do seu reflexo. Então vamos pensar, é muito mais agradável ser uma mulher produtiva, que não é detida pelo próprio cansaço e que por isso é extremamente confiável. Do que ser uma mulher ocupada demais com o seu próprio cansaço para fazer um pouco mais do que já tem feito, do que ser uma mulher incapaz de cumprir suas obrigações.download (8)

Amiga pense nisso, uma mulher incapaz de cumprir suas obrigações! O que é mais bonito e louvável numa mulher, do que a sua capacidade de sempre fazer mais, de caprichar nos detalhes e deixar a sua marca por onde passa? É isso que nos difere dos homens, foi assim que Deus nos criou.

Como eu acabei de falar a beleza e o diferencial da mulher está no seu cuidado, no capricho, no carinho que ela coloca em tudo o que faz, e isso requer tempo, paciência e dedicação coisas que a mulher preguiçosa nunca tem.

Ela nunca tem tempo; porque esta sempre envolvida com distrações.

Ela não se dedica; faz tudo muito rápido para poder voltar logo para o ócio.

Ela não tem capricho, nem paciência; faz sempre do jeito mais rápido e mais simples.

Talvez você diga que não tem tempo para ser tão dedicada e caprichosa, primeira coisa pare de dizer que não tem tempo, ninguém tem! Você não precisa de mais tempo você precisa administra-lo.

A minha dica de hoje é: Estabeleça prioridades. É claro que você não é a mulher maravilha para tomar conta de tudo, então só se comprometa com o que você sabe que pode cumprir, sem se esquecer de andar uma milha á mais. Não é para você reduzir as suas obrigações na desculpa de que não pode cumprir tudo, mas é para priorizar o que de fato é importante.

Por hoje é só. Até amanhã minha querida!

Não sejamos inúteis!

É realmente muito difícil lidar com a preguiça, ou a vontade de não fazer nada. De fato, é uma luta, uma guerra contra o corpo.

Perece impossível conseguirmos acordar mais cedo, a cama tem uma espécie de imã ou qualquer coisa do tipo, que é incontrolável. Aquela desculpa de sempre do cansaço, do trabalho que te faz chegar em casa e só querer a cama. A oportunidade de adiar uma tarefa, a desculpa de que lhe falta tempo. Sinceramente eu tenho raiva dessas coisas, de desculpas. Ou você fez, ou você não fez cara, e pronto! vnvh

Tem coisa mais feia do que uma pessoa preguiçosa? Uma pessoa que está sempre adiando seus compromissos e obrigações? Dá para confiar numa pessoa dessas? Alguma coisa vai para frente na mão de um preguiçoso?

Gente e o pior de tudo, a preguiça é um pecado!

O meu objetivo é acabar com a preguiça, expulsa-la da minha vida de uma vez por todas, por isso decidi explorar todas as provas de que a preguiça não agrada a Deus,  nos contamina, e nos suja.

A partir de hoje vou começar uma pequena serie de posts com o titulo; “Não sejamos inúteis” creio eu que o titulo já diz tudo. Irei usar exemplos de mulheres de Deus expor meus pensamentos e reflexões, afim de que através deste entendimento sejamos mais produtivas.

A nossa meta é sempre agradar a Deus, ter uma vida que possa honra-lo, e claro, nos sentirmos bem com nós mesmas. Uma mulher produtiva se vê útil e necessária consequentemente ela é mais valorizada, ela é admirável e digna de confiança. Então minha amiga, amanhã estarei aqui para dar continuidade a nossa serie de posts.

Ah! E como eu gosto de tudo bem explicado, vou deixar sempre um exemplo, uma dica do que você pode fazer para ser mais produtiva.

Até amanhã!

Estamos Grávidas!!

Lá estava eu, mais uma vez parada no tempo, indecisa com medo, esperando que alguém pudesse me tirar daquela situação, que pudesse decidir por mim, encontrar o melhor caminho e arcar com as consequências. Orei mil vezes pedindo a Deus que Ele escolhesse por mim, me mostrasse o caminho, até que visitando blogs, como me é de costume, abri o blog do bp Renato Cardoso e lá estava ; “Todo problema é grávido de sua própria solução”. Parei, pensei, analisei a minha situação e cheguei a uma conclusão.gravida-e-gravida1 De fato todo problema está gravido de sua solução, mas como solucionar o problema de indecisão? Como eu poderia deixar de ser indecisa? E lá veio a resposta; Decidindo! Isso mesmo, a única maneira de você se livrar da sua indecisão é decidindo, é tomando uma posição, uma atitude, não existe outro meio. Você vai ter que decidir ainda que não decida, você já está decidindo.

Continuei me aprofundando no meu problema e descobri que existem dois motivos que levam à indecisão, o primeiro é o medo de errar e ter que assumir as consequências desse erro, medo de tomar o caminho errado e perder tempo. O segundo é medo de assumir a sua escolha, você sabe o que quer, mas teme que não seja a decisão correta e por isso espera que alguém possa te ajudar, decidir por você. Bom amiga, o primeiro passo para você sair da zona de indecisão é identificar qual o motivo, o que te leva a ter medo de escolher, e depois tomar um passo de coragem, assumir de uma vez a situação e decidir. Provavelmente você não acerte de primeira, mas ninguém acerta sempre, e a única maneira de você evoluir a ponto de tomar a decisão certa “de cara” é ir decidindo ao longo do caminho. O mais importante é que você tome uma atitude. Não existe outro conselho, não existe resposta diferente, a única maneira de sair da zona de indecisão é decidindo.

Talvez você diga, ‘Grande coisa, não resolveu meu problema!’ e não vai resolver, ninguém vai resolver, esse post não vai resolver por você. Você precisa assumir uma postura e encarar as consequências das suas escolhas, você tem o poder de decidir a sua vida e devia se orgulhar disso, usar isso como uma arma, como um escudo. Você não precisa viver condicionada as circunstâncias, você pode decidir para onde ir e isso é maravilhoso, é uma dadiva!

Então minha querida amiga, decida-se, tome uma posição porque existem coisas que ninguém pode fazer por você, que nem Deus pode fazer por você e se você não as fizer estarão sempre pendentes, você irá viver estacionada esperando que alguém faça o que só você pode fazer.

Quanto tempo mais vai durar essa gestação?

Subestimando o Próximo

A todo tempo ouvimos falar sobre comparação, de quando nos comparamos a uma amiga porque ela é mais bonita, mais inteligente e tantas outras coisas, mas eu ainda não tinha ouvido falar do contrario. Isso pode parecer absurdo para você, afinal, nossos amigos são pessoas que admiramos e que estão próximas, sabemos do seu potencial.

Às vezes o fato de você conhecer uma pessoa, saber das suas limitações, medos e loucuras te faz subestimar aquela pessoa, ainda que inconscientemente. Quer ver?

E se eu te dissesse que aquela sua prima distante tem um dom incrível para o canto? Ou que aquele seu colega de classe, rebelde e agressivo escreve lindos poemas, ou ainda que a sua melhor amiga escreve contos como ninguém? Você iria acreditar?

É como quando você tem uma vizinha que é uma ótima confeiteira, mas prefere encomendar seu bolo de aniversario na confeitaria da cidade vizinha. Ou quando você ignora o conselho de um amigo, mas ouve atentamente quando o seu líder de grupo fala.

A pergunta é, quanto você tem valorizado as pessoas que estão ao seu lado? Você os tem visto  como pessoas de valor?

Admiramos artistas de TV, ou personalidades do nosso meio a ponto de o que eles disserem se tornar uma verdade absoluta. Você faz questão de deixar um comentário carinhoso no face daquela personalidade, ou está sempre atenta aos talentos de certas autoridades. Mas você já prestou atenção naquela sua colega, será que você tem se empenhado em valorizar quem está realmente próximo?

Pense se  de fato você tem valorizado e amado o seu próximo, mas o próximo que é próximo mesmo. Seja um bom amigo, um bom vizinho, um bom irmão. Se permita ser aquele que incentiva, que apoia aqueles que estão próximos.

 

Por Que Não Eu?

Um dia desses, me peguei lamentando o fato de eu não ter conseguido alcançar uma coisa que muitas outras pessoas ao meu redor já tinham conseguido. Pensei no sabor da vitória, na felicidade de ter alcançado algo tão lindo, pensei, “esses são poderosos, fortes, capazes”. A gente sempre pensa que nunca vai “chegar lá”, que é muito duro, que não temos força, que não somos capazes, que somos pequenas demais.download

Depois de todos esses pensamentos e lamentos, comecei  a usar a minha inteligência.  Percebi que sempre que vemos alguém vitorioso, nunca pensamos na batalha como ela realmente é.  Só vemos o frescor da vitória os benefícios e os prêmios, mas não paramos para pensar em quanta dor aquela pessoa teve que suportar que ela não parou nem um minuto de lutar, que ela se cansou e chorou, mas permaneceu lutando.  Não vemos que ela também sangrou e duvidou!  E aí Deus me mostrou algo lindo e maravilhoso;

Deus tem um plano para cada uma de nós, um plano individual. E sabe o que quer dizer individual? Especial, particular, singular. Ele não espera que você seja como aquela sua amiga, que em muito pouco tempo conseguiu vencer e crescer, nem como aquela prima que encontrou numa só palavra a solução para tudo. Deus quer que você seja você, porque existem coisas que Ele guardou só para você. Isso é tão lindo minha amiga! Agora perceba o quanto é injusto se comparar, julgar o que agora parece derrota com a vitória dos outros.

Deus não está te cobrando mais do que você possa dar, pelo contrario, Ele é tão amoroso que quando te criou já tinha um plano de vitória para você, ou seja, você é a peça de encaixe. Toda vez que a luta parecer difícil e a vitória impossível, não olhe para os lados, nem para o que os outros conquistaram, olhe para o alto e lembre-se de que Deus te fez com um proposito único e individual. Quando maior a guerra maior a vitória.

As vezes passamos tanto tempo admirando a grama verde do vizinho, que esquecemos de regar o nosso jardim.